Leituras: Quando a China Mandar no Mundo?!… – parte dois

Adenda: Oito Diferenças que Definem a China (1) 1. A China foi primeiro um Estado-civilização (2) e só mais recentemente um Estado-nação. 2. Os chineses têm uma história de relações com vizinhos baseadas no sistema tributário, o que implicava algum tipo de vassalagem dessas nações à China, nomeadamente o pagamento de dinheiro e/ou mercadorias mas …

Anúncios

Leituras: Quando a China Mandar no Mundo?!… – parte um

Martin Jacques é um jornalista, editor, académico e politico britânico. Mais propriamente: começou se inscrever no Partido Comunista da Grã-Bretanha enquanto estudante e foi editor da revista britânica Marxism Today desde 1977 até ao seu encerramento, em 1991. Foi depois co-fundador do think tank Demos. Foi também professor universitário e investigador em história. Fez comentário …

O Partido Socialista Europeu, a experiência portuguesa e o futuro

«O Partido Socialista Europeu está em colapso e vai ser preciso mais do que uma retórica de preocupações sociais para resgatar a social-democracia Os recentes estudos de opinião apontam para uma quebra do Partido Socialista Europeu (PSE) nas próximas eleições europeias e indiciam até o risco de os socialistas não chegarem sequer a ser o …

Leituras: Quando Daniel H. Pink me compeliu a escolher os meus passatempos…

Daniel H. Pink estudou na Northwestern University (uma universidade privada dos Estados Unidos) e conseguiu fazer-se eleger para a Phi Beta Kappa, a mais antiga sociedade de honra nas áreas de ciência e arte liberal dos Estados Unidos da América. Também recebeu uma Bolsa Harry S. Truman. Depois formou-se em jurisprudência na Yale Law School. …

Leituras: Horror Económico!

Livro editado em França em 1996, continua tão actual como se tivesse sido escrito ontem. Para nos recordar a sua actualidade... ou porque deve lê-lo: - O trabalho não tem futuro - Não perca o seu emprego para um robot - "O que vamos fazer quando milhões de pessoas ficarem sem emprego?"

Portugal, 1960: uma gaiola, mas não dourada (uma resposta a João César das Neves)

«João César das Neves acaba de publicar no DN um texto, intitulado A Gaiola Dourada, onde diz que Portugal em 1960 "era um país pacato e trabalhador, poupado e prudente, que se sacrificava generosamente, labutando dia e noite para cumprir os deveres" e que depois do 25 de abril ter-se-á esbanjado de tal forma – e …

Portugal: Futuro Hipotecado

«Thomas Jefferson, o pai da Declaração de Independência dos EUA, manteve até ao fim da sua vida uma hostilidade incondicional para com a especulação bancária. Ele sabia, pela sua experiência de empresário agrícola, que o crédito se tornava facilmente o veículo de uma escravatura perpétua. Por isso, Jefferson, como estadista, formulou o saudável princípio de …