Leituras: Sinais de Fogo ou juventude irrequieta!

“No meu tempo é que era bom, a juventude de hoje em dia não presta…”: diz-se de vez em quanto. Eu mesma digo. Fiquei a pensar nessa expressão depois de ler pela segunda vez Sinais de Fogo. Ah pois: não é um livro fácil de ler. Li a primeira vez em Julho e reli de …

Anúncios

Leituras: Os mundos de António Variações…

Gosto de ouvir Quero É Viver, Muda de Vida e Estou Além, por isso quando me desafiaram a ler um livro relacionado com música escolhi esta biografia de António Variações (1944-1984). Manuela Gonzaga é uma jornalista com formação em história e escritora. Tem escrito biografias, literatura juvenil, romances, contos e até ensaios. A autora conheceu …

Feminismo Quotidiano: #MeToo, a Carta das Francesas e o Feminismo

(O título desta série de textos poderia ser “Quando lês as noticias e parece que o mundo endoideceu” ou “O Meu Feminismo” mas optei por um titulo mais “neutral”: Feminismo Quotidiano.) E o título deste post poderia ser: a verdade é muito complexa... Tenho acompanhado a polémica à volta do #MeToo com muita preocupação e …

Louco Amor e Dancin Days: as telenovelas da austeridade pop : parte 2

 Dancin Days, o remake Dancin Days é uma adaptação portuguesa de uma telenovela do mesmo nome, feita por Gilberto Braga. O argumento original, tal como esta versão, centra-se na história de Júlia, uma ex-presidiária. A estória original: A história começa com Júlia obtendo a liberdade condicional, após onze anos de prisão por um atropelamento a …

Citações para Memória Futura (9)

«Uma política liberal passa, entre outras coisas, pela defesa do “cheque-ensino”, de uma política de saúde mais baseada em contas individualizadas, complementadas por um seguro comum, e de certos direitos para os casais homossexuais. Maior liberdade económica, sem excessos neo-liberais, mas sem medo de reformar; e maior liberdade na esfera dos costumes, sem exageros fracturantes, …

20 Previsões para 2015

1. Aumento das assimetrias entre pobres e ricos. Austeridade para quase todos. Luxo para muito poucos. Os Objectivos para 2015 das Nações Unidas não serão alcançados. 2. A Índia e a China dominam. Os Estados Unidos lutam ininterruptamente e em várias frentes. A Europa continua, como no século XX, com pouco espaço de poder. Na …

25 Perspectivas para 2010

1. Entraremos na sociedade da videovigilância contínua. A criminalidade e o terrorismo serão pretextos para colocar para trás das costas quaisquer direitos humanos na Europa e nos Estados Unidos. Não teremos nem liberdade nem segurança. 2. Nos outros países os direitos humanos continuarão a não ser respeitados, por outras razões. 3. O défice manter-se-á. Haverá …