A sabedoria de Ana Guiomar

«Vivemos num país de opinion makers, ainda bem! Aceito a opinião de toda a gente, eu própria adoro opinar. E que bom é receber a vossa opinião para reflectir e fazer balanços. O que eu não aceito é a raiva, a maldade e a necessidade de ferir o outro de forma completamente gratuita. A ideia …

Anúncios

A sabedoria de Guillermo Peñalosa

«Uma cidade tem êxito não quando for rica, mas sim quando o seu povo estiver feliz. Criar ciclovias e passeios públicos mostra respeito pela dignidade humana. Estamos a dizer às pessoas “Tu és importante – não por seres rico, mas por seres humano”. Se tratarmos as pessoas como especiais, sagradas até, elas portam-se dessa maneira. …

A sabedoria de Meik Wiking (e não só)

«Louise é professora e, como a maioria dos professores dinamarqueses, preocupa-se com o bem-estar e o desenvolvimento social e emocional dos alunos, do mesmo modo que tem atenção ao seu desempenho escolar. (…) “Mostramos às crianças fotografias com diferentes expressões faciais e falamos das diversas emoções que as pessoas sentem e as razões para se …

A sabedoria de João Bernardo

«A esquerda do século XXI substituiu o sujeito histórico classe trabalhadora por uma multiplicidade de sujeitos: os dois sexos, para os quais curiosamente se abandonou a denominação biológica e se adoptou a denominação gramatical de géneros; as preferências sexuais; as etnias; as nações; as tradições culturais. Paradoxalmente, esta substituição ocorre na época em que o …

O Dia em que Concordei com Jéssica Athayde

«Qual não foi a minha perplexidade quando observo que, a propósito de uma fotografia menos feliz, sou alvo de críticas, comentários desagradáveis e uma série de mimos, próprios deste mundo das redes sociais, em que ainda nos estamos a habituar a viver. Estes comentários foram feitos na maioria por mulheres. Mulheres, vou repetir. Mulheres que …

Receita de bibliotecário, de Edson Nery da Fonseca

«Começo logo parafraseando Vinícius de Moraes, cuja Receita de Mulher assim se inicia: “As muito feias que me perdoem, mas beleza é fundamental”. Os bibliotecários mais ignorantes que me perdoem, mas cultura é fundamental. Estarei sendo, com esta declaração inicial, derrotista ou desestimulador? Creio que não, porque a ausência de cultura, ao contrário da falta de inteligência, pode …