Os Linques da Semana 24 de Novembro

Nasce assim uma rubrica de periodicidade irregular neste blogue... Sobre Bibliotecas: O programa da SIC Contas-Poupança lembrou-se das bibliotecas como sítio onde é possível poupar... Bem lembrado!! Vale a pena ler: A utopia das bibliotecas ideais. Sobre a Leitura e a Literatura: Ler. essa coisa simples e complicada A literatura está em declínio? Nazismo: os portugueses …

Anúncios

Hoje lembrei-me de Gilles Lipovetsky

«Anunciou-se precipitadamente o fim da sociedade de consumo quando é claro que o processo de personalização não para de lhe alargar as fronteiras. A recessão presente, a crise energética, a consciência ecológica não são o toque de finados da sociedade de consumo: estamos destinados a consumir, ainda que de outro modo, cada vez mais objectos …

Byung-Chul Han explica a alienação de hoje

«O poder de estabilização do sistema não é repressivo mas sedutor O poder de estabilização da sociedade industrial e disciplinar era repressivo. Os operários eram brutalmente explorados pelos proprietários, o que originava actos de protesto e de resistência. Nesse momento, foi possível que uma revolução derrubasse as relações de produção existentes. Nesse sistema de repressão …

Somos cidadãos…

«Não somos políticos, mas cidadãos. Não temos cargo para gerir, apenas nossas consciências, que insistem em dizer a verdade. Que, a história sugere, é a coisa mais realista que um cidadão pode fazer.» Howard Zinn

Criticar os vencedores tem de ser possível! (Maio 2017)

"Não emitas juízos negativos sobre os vencedores, porque são vencedores. Cala-te", dizem-me, referindo-se a Cristiano Ronaldo e Joana Vasconcelos, Salvador Sobral, entre outros. Eu não concordo! Será que alguém por ser vencedor esta acima de observações negativas? Vencendo não tem defeitos? Os vencedores tornam-se automaticamente santos? Pelo amor de Deus! Poupem-me essa censura!

As excepções… (18-10-2016)

são para quem faz as leis. Os outros têm de cumprir as regras. A ideia que as leis devem ser iguais para tod@s é recusada categoricamente por muitas pessoas.

Portugal, 2014: Despedir sem justa causa é ilegal mas não faz mal

«Ainda não é o vale tudo no mercado de trabalho. Mas para lá caminhamos. Primeiro, o Governo tentou acabar com a necessidade de haver uma "justa causa" para despedir. A Constituição impediu-o. O Executivo não desarmou. Se o despedimento sem justa causa tem de ser ilegal, então atenue-se a sua penalização. A notícia surgiu ontem …