Leituras: O testemunho de José Cardoso Pires

Podemos dizer que da mesma maneira que Aquilino Ribeiro foi testemunha do regicídio, José Cardoso Pires (1925-1998) foi testemunha da repressão do Estado Novo. E isso é especialmente visível nestes dois livros.

CIMG1216

E Agora, José?
Este livro reúne ensaios de José Cardoso Pires sobre vários temas, sobretudo literatura, arte e politica.
O título é inspirado num poema de de Carlos Drummond de Andrade. Num curto período de exílio no Brasil, José Cardoso Pires conheceu muitos escritores e artistas brasileiros, entre eles este poeta.
Este livro tem, aliás, vários ensaios-homenagem dedicados a pessoas que ele conheceu, tanto no Brasil como em Portugal.
Vale a pena ler este livro, nem que seja apenas ler dois ensaios: “Conversações com o Homem a propósito de Outros” (conversas com Elio Vittorini a propósito da situação politica francesa no tempo de De Gaulle) e “Técnica do Golpe de Censura” (um ensaio sobre como funcionava a censura no Estado Novo, a propósito de um caso vivido na primeira pessoa).
Este livro tem também três ensaios a propósito da situação portuguesa no pós-25 de Abril muito interessantes e esclarecedores: tanto da situação do país como das ideias do autor.

Cardoso Pires por Cardoso Pires
Artur Portela (1937- ) (1) é um jornalista português. Neste livro reproduzem-se as entrevistas que fez a José Cardoso Pires. Aqui o entrevistado é “rei”: é deixado falar livremente. E o que diz é muito significativo.
José Cardoso Pires conta um pouco da sua biografia (2), das pessoas que conheceu e da forma como vê o mundo (em 1990, data das entrevistas). Artur Portela diz-lhe que ele é definido como um escritor de esquerda: e ele não enjeita essa condição. Faz críticas interessantes à direita e aos comunistas. Mostra-se céptico em relação à CEE (hoje União Europeia).
Na minha opinião, este é um livro que merece ser lido.

 

(1) Artur Portela (Lisboa, 1937- ) é filho de outro jornalista, Artur Portela (Leiria, 1901-Lisboa, 1959). Assinou Artur Portela Filho até à década de 1970 do século XX. Na década de 80 e inícios de 90 publicou entrevistas a vários escritores portugueses, entre eles José Cardoso Pires e Agustina Bessa-Luís. É autor de uma vasta obra.

(2) Para saber mais sobre a sua biografia ler: José Cardoso Pires : fotobiografia (Lisboa, Dom Quixote, 1999). Compilação de Inês Pedrosa.

Anúncios