A arte de concordar em Portugal (21-02-2016)

«Aqui em Portugal, vamos a um congresso e se dizemos: “Não estou nada de acordo com isso” dizem-nos logo: “Foste muito agressivo com aquele tipo”. Isso, num congresso internacional, é a coisa mais banal do mundo e ninguém leva a mal, nem diz que está a ser agredido.»
António Coimbra de Matos

Fonte: Entrevista ao Público em 21-02-2016.

Anúncios