O(a)s menino(a)s mimado(a)s inauguram um monumento – a saga continua

Os menino(a)s mimado(a)s inauguraram um monumento à cobardia, ao egoísmo, ao desconhecimento do seu papel enquanto trabalhadores, ao elitismo, ao desemprego, à iliteracia, ao anti-intelectualismo, à pobreza, à ditadura, ao servilismo e à corrupção e à mentira. Estão portanto de Parabéns.

Anúncios