Coisas Giras de Portugal em 2012 (69)

«O Governo de Pedro Passos Coelho continua a nomear colaboradores para os mais diversos cargos ministeriais. Só nos últimos três meses o primeiro-ministro deu aval a 17 novas admissões só para as funções de adjunto, especialista e secretária pessoal. Com ordenados médios na ordem dos três mil euros, as novas contratações centram-se nos Ministérios de Assunção Cristas, com seis novos colaboradores, e de Álvaro Santos Pereira com cinco novas nomeações.

Só neste mês de outubro, segundo o site do Governo, este nomeou sete novos colaboradores, todos para as funções de adjunto e especialista, com vencimentos na ordem dos 3 mil euros e com a particularidade de quase todos integrarem o escalão etário dos 30 anos.

Como se disse o Ministério da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território de Assunção Cristas recrutou seis novos colaboradores sendo que três tiveram como destino o gabinete do secretário de Estado do Mar Manuel Pinto de Abreu, uma adjunta e dois especialistas, enquanto os outros três tiveram assento no gabinete do secretário de Estado do Ambiente e Ordenamento do Território Pedro Afonso de Paulo, que recebeu dois adjuntos e um especialista.

Refira-se ainda que das seis nomeações para o Ministério de Assunção Cristas, quatro delas foram concretizadas já no decorrer do mês de outubro. (…)»

José António Fonseca (19/10/2012) (1)

Comentarium: Fica assim provado que Pedro Passos Coelho, Paulo Portas & governo em geral não só gostam das verdadeiras gorduras do Estado como as consomem em doses dignas de escândalo. Mas como estamos em Portugal, quanto mais frondosa, maior a sombra
(1) RTP.

Anúncios

Os comentários estão desativados.