Imagem com legenda


Pedro Passos Coelho foi visitar as às instalações da unidade especial da PSP em Belas aproveitando para fazer um bom número de relações públicas, divulgando de forma “democrática” os primeiros cortes nessa polícia (a que se seguirão mais): os cortes nas chefias. Essa prática, exigida no memorando da troika vai permitir-lhe fazer pressão mais directamente sobre cada efectivo, sem ter tantos intermediários. Simbolicamente, o primeiro-ministro apoderou-se / recebeu generosamente das chefias de Belas de um boné da corporação. Estas estão portanto satisfeitas com a situação, desejando apenas agradar ao seu / nosso primeiro-ministro.

Este boné também poderá ser um simbolo de um estado policial “sem gorduras” e cheio de criminosos. Será?

(Enquanto meditamos no assunto, leiamos as notícias online e offline, vejamos as notícias na TV ou oiçamos rádio(s) e participemos na adoração “colectiva” ao nosso “democrático” primeiro-ministro)

Fonte da Imagem: Rádio Renascença.

Anúncios