Coisas Giras de Portugal em 2012 (42)

«O Conselho das Finanças Públicas aconselha o Governo a entregar a elaboração das projecções do crescimento da economia a uma entidade independente que tenha os recursos adequados para elaborar números credíveis. Esta é uma das principais recomendações feitas hoje pelo organismo liderado por Teodora Cardoso, após a análise do Documento de Estratégia Orçamental (DEO), um relatório que expõe a estratégia orçamental do Governo até 2016.

A equipa liderada por Teodora Cardoso diz que a qualidade das projecções macroeconómicas do actual executivo tem de ser “melhoradas” e que os números contidos no DEO são “excessivamente optimistas”. O conselho acrescenta que existe uma “pobreza de informação quantitativa” e que a lista de riscos de desvios face às projecções anunciadas por Vítor Gaspar está “incompleta”. A proposta de entregar as projecções a uma entidade independente, como fez o Reino Unido, por exemplo, teria como objectivo ultrapassar o “tradicional enviesamento optimista» dos governos quando elaboram estas previsões

O Conselho de Finanças Públicas é um organismo criado para avaliar a política orçamental do Governo e uma das exigências da troika, no âmbito do pedido de assistência financeira de Portugal. O documento que analisou o DEO é o primeiro relatório deste grupo que arrancou em Fevereiro com alguns meses de atraso. Segundo o memorando dos credores externos, o Conselho de Finanças Públicas devia ter entrado em funções no final de 2011 a tempo de analisar o Orçamento do Estado para 2012, publicado em Outubro.»

Luís Gonçalves (21/05/2012) (1)

Comentarium: Só o governo e os seus assessores pensam que as ideias do governo não são demasiado optimistas.

Por outro lado, é interessante uma entidade criada para controlar a despesa do Estado e despedir funcionários públicos, aconselhe a contratação de mais funcionários. Já para não falar que esta é uma área que, teoricamente, caberia ao Conselho das Finanças Públicas… Mas são Coisas Giras de Portugal, pois então… Impossível encontrar entidades assim na Grécia ou em Espanha.

(1) Jornal Sol.

Fonte da Imagem: Praça do Bocage.

Anúncios