22 de Julho de 2011


Atentado na Noruega. Explosão de carro-bomba matou sete; tiroteio deixou outras 85 vítimas, segundo polícia. O autor confesso deste massacre foi nders Breivik, 32 anos, filho de um diplomata residente em França que esteve colocado nas Embaixadas da Noruega em Londres e Paris. Intitulava-se cristão anti-islomofascistas, membro da International Christian Military Order (organização radical de extrema-direita). Durante dois anos, andou a preparar o massacre. Tornou-se empresário agrícola para poder comprar fertilizantes para fazer bombas. Publicou um manifesto antes dos atentados, de 1500 páginas, na internet, onde listava uma série de locais que desejava atacar. Alvos principais: imigrantes, marxistas e pseudo-socialistas. Aparentemente, não está sozinho. Eis o século do medo no seu melhor. Ou o século do capitalismo anticapitalista – chamado neoliberalismo.

Leituras Complementares:

2083
Autor do massacre da Noruega guardou R$ 4.663 para gastar com prostituta de luxo
Polícia considera possível que atirador não tenha agido sozinho
Pai de Anders Breivik: “Ele devia ter-se suicidado”
Anders Behring Breivik (Wikipédia em Inglês)
Fonte da Imagem: R7 Notícias.

Anúncios