Sinais

Sinal 1:

Na revista Visão desta semana (de 24 de Fev. a 2 de Mar. 2011) a Alemanha, o Brasil e outros países são apresentados como o el dorado dos licenciados portugueses. Cada país a sua especialização. Vem-me à memória outra revista, publicada há dois anos atrás. Haverá emprego para todos? Por quanto tempo? Para sempre? E o que vai acontecer quando esse boom acabar? Será que o único destino é a emigração, para os portugueses licenciados?

Sinal 2:

A revista Sábado (da mesma semana) apresenta-nos uma série de hotéis, «refúgios exclusivos», longe da cidade. É sabido que uma parte de Portugal está cada vez mais envelhecido. Aí as empresas e os serviços públicos rareiam e aumentam as aldeias abandonadas. Estará essa parte condenada a ser mero local de estadia temporária para turistas?

Sinal 3:


Graças à visão “ultralúcida” de Isabel Stilwell (editorial do Destak, 17/02/2011) ficamos a saber que a maioria dos licenciados portugueses mais do que a média (Que média? Feita por quem?). Isabel Stilwell tem de facto razão quando diz que a crise tem prejudicado todos os trabalhadores e não apenas os licenciados. O «caos económico», é aliás, um argumento que fica bem em todos os textos.

Sinal 4:


Denúncia anónima, publicada no blogue FERVE de um “estágio” remunerado a 350 €. O que se pode fazer com tanto dinheiro?

Anúncios

Os comentários estão desativados.