Para que conste 2

Neste ciclo eleitoral (europeias, autárquicas e legislativas) irei votar. Porque espero e exigo que o meu voto seja interpretado por alguém como um protesto (esse é, aliás, o único voto que consigo dar). Mas compreendo perfeitamente quem escolhe votar branco, nulo ou não ir votar. E se nada mudar em Portugal depois deste ciclo eleitoral, é provável que comece a pôr seriamente a hipótese de mudar de comportamento no futuro…

Por favor, senhores, essas ideias de voto obrigatório ou de remunerar os votantes são antidemocráticas! Votar é um direito e dever cívico, mas é tempo de respeitar quem não votar. E de perceber porquê a abstenção aumenta a cada eleição.

Peço ainda que se esqueça a proposta, apresentada pelo Bloco de Esquerda, de se votar aos 16 anos. Aos 18 anos atinge-se a maioridade e aí faz sentido acrescentar o direito de votar aos direitos que se ganham quando se atinge a  maioridade. Antes é uma ideia ridícula!

Anúncios