Estar atenta aos sinais: Portugal, 2009

«A maior parte dos homens que ali se encontravam serviria, pelo menos, a quatro governos; e teriam vendido a França ou o género humano para garantir a sua fortuna, para não sofrerem um mal-estar, uma dificuldade, ou até por simples baixeza, por adoração institiva da força. Todos declararam crimes políticos indefensáveis» Gustave Flaubert «(…) Também …

Anúncios

Contra o abate dos choupos em Leiria ou por uma outra urbanidade

«Aquilo a que assistimos invariavelmente nas nossas cidades, ou nas bermas das estradas (por exemplo), é ao abate de árvores (supostamente) por questões fitossanitárias, ou seja, por aparentemente apresentarem perigo iminente de queda. O problema é que as análises técnicas que sustentariam estas decisões nunca são divulgadas, o que leva a duas hipóteses: ou seja, …

Porque o Estado Novo durou quatro décadas

«(…) só apoiaram o regime aquelas forças que nunca apareceram na cena politica… mas tiveram sempre por trás dela? Essas mesmas forças que beneficiaram com o chamado corporativismo, traduzido do italiano: aquelas forças que, no campo económico e financeiro, engordam enquanto o povo emagrece: o alto capital, a Finança internacional. A Igreja e o exército …

Sinais

Sinal 1: Capa da Visão, de 12 a 18 de Março de 2009. Neste número Angola é apresentada como a terra prometida da nova emigração portuguesa. O local ideial para quem foge da crise e do desemprego. É dito que 100 mil portugueses já lá estão. É vendido o sonho angolano, onde os recém-licenciados encontram …

Máquina Alegre

1. Em Janeiro de 2006, nas eleições presidenciais que elegeram Cavaco Silva, votei em Manuel Alegre. Dado que não é possível ser ressarcida por esse gesto, serve este texto para acertar contas. 2. Manuel Alegre de Melo Duarte faz parte da fina-flor portuguesa, daquela que nos governa desde inicios do século XIX. Pertence pois a …