Prosa sobre o Natal com Lista

postal_2007Gostava de dizer: detesto o Natal (como a Abrunho). Mas é mentira! Tenho, isso sim, uma relação amor-ódio com esta época.

Coisas que me irritam profundamente no Natal:

– A obrigação de dar;

– A obrigação de rezar e ir à missa;

– A obrigação de ser solidário;

– Os programas de televisão que se repetem (onde está a concorrência se há tão poucas diferenças entre eles?)

– A publicidade que de forma inconsciente exige que se consuma e ofereça Tudo com urgência;

– As lojas cheias, com um ambiente stressante, quase irrespirável;

– A sensação de que quando se dá uma prenda se compra um afecto;

– As revistas que se publicam (nas primeiras páginas de muitas delas pede-se às pessoas que poupem e consumam com moderação e nas últimas fazem listas de prendas para incitar à compra);

– A música de Natal por todo o lado;

– O Pai Natal (nunca acreditei que essa criatura existisse: é menos credível que Jesus e torna-se ainda mais irritante quando o encontramos por todo o lado);

– As palavras do Papa (já era difícil compreender as ideias do anterior Papa e  todo aquele ritual nesta “época”; mas com este Papa ainda é pior);

– As pessoas pensarem que por toda a gente vive o Natal da mesma maneira;

– As pessoas se esquecerem que existem outras religiões no mundo sem ser a Cristã;

– As rabanadas (excessivamente doces, nunca gostei).

Coisas que fazem o Natal ser inesquecível:

– Os Amigos e as Pessoas que Encontramos;

– Aquilo que Damos e Aquilo que Recebemos;

– A ideia que Jesus existe (ideia de esperança);

– As pinturas religiosas estampadas na capa de alguns postais (não todos);

– Ver que as pessoas são mais simpáticas, tolerantes e fraternas (pena que seja apenas nesta época e que às vezes seja por hipocrisia; quando não é, é das melhores prendas);

– As cidades iluminadas (apesar de saber que andamos o resto do ano a pagar a factura que os municípios gastam nesta época);

– As filhoses (fazem-me recordar a minha Mãe e são menos doces).

E Feliz Natal, qualquer que seja a maneira como viva esta “época”!

Fonte da Imagem: Buy Nothing Christmas.

Anúncios

Os comentários estão desativados.